capitalismo

A Doutrina do Choque: a ascensão do capitalismo de desastres




Texto de Rennan Ramazini

Publicado em seu perfil pessoal no Facebook



A Doutrina do Choque é um livro publicado em 2007, escrito pela jornalista Canadense Naomi Klein. Em 2009, é realizado o documentário The Shock Doctrine, dirigido por Michael Winterbottom e Mat Whitecross.

Em seu livro, Naomi Klein explode o mito de que o livre-mercado global triunfou democraticamente. The Shock Doctrine é a emocionante história de como as políticas econômicas neoliberais propostas por Milton Friedman, prêmio Nobel de economia e membro da Escola de economia de Chicago, foram aplicadas em certos países e passaram a dominar o mundo - não porque eram populares, mas em razão dos impactos decorrentes de catástrofes e Golpes de Estado.

Sua tese principal, resultante de uma pesquisa meticulosa acerca dos últimos 40 anos de expansão capitalista, é a que, aproveitando as circunstâncias traumáticas que cercam a ocorrência de choques e desastres, naturais (tsunamis) ou provocados (golpes de Estado), o grande capital consegue se tornar dominante e hegemônico, subtraindo direitos e prerrogativas de sociedades inteiras em circunstâncias onde a maior parte das pessoas não possui condições de reagir positivamente.

The Shock Doctrine mostra vividamente como o capitalismo de desastre não começou após o 11 de setembro de 2001. O Documentário resgata suas origens há cinquenta anos na Universidade de Chicago sob a figura de Milton Friedman, e de como este produziu muitos dos pensadores neoconservadores e neoliberais que ainda possuem uma profunda influência em Washington.

Novas conexões surpreendentes são desenhadas entre a política econômica, o choque, os golpes, o terror e secretos experimentos financiados pela CIA na década de 1950, pesquisas que ajudaram a escrever os manuais de tortura utilizados hoje em Guantanamo Bay.


“Por mais de três décadas, Friedman e seus poderosos seguidores se dedicaram a aprimorar essa mesma estratégia: esperar uma grave crise, vender partes do Estado para investidores privados enquanto os cidadãos ainda se recuperavam do choque, e depois transformar as ‘reformas’ em mudanças permanentes.” (p.16. 2007)


O documentário é indispensável, pois segue a aplicação dessas ideias através da nossa história contemporânea, mostrando em detalhe fascinante como os eventos conhecidos do passado recente foram deliberados e de como o neoliberalismo se tornou a política econômica hegemônica no mundo. A primeira experiência foi no Chile em 1973, onde Pinochet implantou o neoliberalismo sob um governo fascista e genocida depois de um golpe de Estado financiado e orquestrado pelos EUA.

Posteriormente, na Argentina em 1976, na União Soviética em 1991; na invasão Americana ao Iraque em 2003; no Tsunami Asiático em 2004, etc. E por fim, de como as políticas neoliberais, quando aplicadas nas potências centrais, reduziram o crescimento econômico em comparação histórica, acabaram com o Estado de bem-estar social e as conquistas do capitalismo do pós-guerra (com as chamadas medidas keynesianas), aumentaram as desigualdades, colapsaram o sonho americano, e levou o capitalismo a maior crise de sua história.

Livro “The Shock Doctrine: The Rise of Disaster Capitalism”. Ano: 2007. Ed. Random House of Canada.






Documentário (2009): 



0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.